Cana: Ano de 2020 foi o segundo com maior número de focos de incêndios em SP

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Mônika Bergamaschi – Presidente do conselho diretor da ABAG/RP

 

ABAG/RP lança Campanha de Conscientização, Prevenção e Combate aos Incêndios em todo o estado de São Paulo; prevenção por parte das usinas tem crescido nos últimos anos

A 7ª edição da Campanha de Conscientização, Prevenção e Combate aos Incêndios ganha novos parceiros e chega mais longe, levando educação, informação e prestação de serviço. O lançamento acontecerá em evento on-line, no dia 7 de junho, às 10 horas, e contará com a participação dos parceiros da Campanha que, neste ano, além do setor privado, tem a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. 

Pelo segundo ano, a Somar Meteorologia será contratada para a confecção diária do “Indicativo de Incêndios”. O Indicativo correlaciona as condições observacionais e de previsão de chuva em curto e médio prazo, umidade relativa, balanço hídrico e outras variáveis meteorológicas, apontando, com mais precisão, as áreas e regiões com maior potencial de risco de ocorrência e propagação de fogo.

Os mapas serão disponibilizados, diariamente, durante cinco meses, no hotsite da Campanha: www.incendiosprevina.com.br, e de forma proativa, nas mídias sociais da ABAG/RP e dos parceiros para alcançar o público em geral. Além disso, serão usados pelas equipes agrícolas e de prevenção aos incêndios dos participantes e, por meio da Secretaria da Agricultura, chegará aos produtores de todo o Estado, que serão alcançados via equipes de extensão rural. 

Os mapas estarão à disposição de toda a imprensa que queira utilizar as informações. A EPTV, por exemplo, afiliada da Rede Globo, EPTV vai incluir os mapas na previsão do tempo dos seus telejornais nas praças de Ribeirão Preto, São Carlos (Central) e Campinas.

Comunicação e Educação

Todo o material de comunicação e educação, atualizados, como outdoors, busdoors, placas de estrada, spots de rádio, vídeos e cartilhas, será usado pelos parceiros para levar a mensagem da prevenção de forma lúdica e amigável para diversos públicos, no campo e na cidade.

Mônika Bergamaschi, presidente do Conselho da ABAG/RP, e em nome de todos os parceiros, lembra que a Campanha é realizada durante o período mais seco do ano, quando historicamente a ocorrência de focos de incêndio é maior, sendo este o momento ideal para disseminar as informações. “Conscientizar e engajar toda a sociedade urbana e rural é o nosso grande objetivo. Este ano temos a satisfação de ter ao nosso lado, além dos nossos parceiros do setor privado, a Secretaria Estadual da Agricultura. Com todos engajados na prevenção aos incêndios, minimizaremos os prejuízos ambientais, sociais e econômicos”, disse.

Todos contra os incêndios criminosos

A Campanha deve trabalhar fortemente contra os incêndios criminosos que, em 2020, foram causas de grandes e pequenos focos de fogo ocorridos em todo o Estado de São Paulo, tanto na zona rural, quanto na zona urbana. 

Para o setor canavieiro, que predomina na região de Ribeirão Preto, o fogo representou prejuízos materiais e ambientais. Prejuízos com a perda de áreas naturais, que haviam sido reflorestadas; a queima de cana antes da hora da colheita, o que diminuiu a qualidade da matéria-prima, e o fogo em áreas já colhidas, que inviabilizou a rebrota. Em muitas áreas foi preciso fazer um novo investimento em plantio. 

O custo para prevenir os incêndios nos canaviais

A prevenção dos incêndios por parte das usinas só tem crescido nos últimos anos, segundo o Indicador de Investimento em Prevenção, divulgado em reunião do Grupo Fitotécnico do Centro de Cana, em outubro de 2020. 

O estudo foi feito pelo consultor Rubens Braga Jr, que recebeu informações de 92 unidades produtoras da região Centro-Sul, totalizando 3,3 milhões de hectares. O trabalho apontou investimentos na ordem de R$ 221.527.297,00, no ano de 2020, e o envolvimento de 5.150 funcionários exclusivos para esta tarefa, o que representa um investimento médio de R$ 67,93/ha, e mão de obra de 1,58 funcionário/1.000 ha. O custo na região de Ribeirão Preto é maior: são R$ 85,15/ha, e envolve 1,61 funcionário/1.000 ha.

Previsões para 2021

O ano de 2020 foi o segundo com mais focos de incêndios no Estado de São Paulo, foram 6.123, contra 7.292 de 2010, atingindo 111.295 hectares. As previsões não são boas para 2021 e especialistas apontam que o fenômeno La Niña deve enfraquecer e se neutralizar durante o outono (abril-junho), o que significa que todo o período do inverno no Centro-Sul do Brasil será mais seco do que o normal, e que as chuvas da primavera podem começar mais tarde neste ano. 

Parceiros 2021

Graças aos seus parceiros, a Campanha de Conscientização, Prevenção e Combate aos Incêndios alcança todo o Estado de São Paulo. Os grupos sucroenergéticos levam a Campanha para todas as regiões em que estão as suas unidades industriais. Além disso, a Orplana (Organização de Associações de Produtores de Cana do Brasil), com suas 32 associações representadas, alcança 11 mil fornecedores de cana e extrapola São Paulo, chegando ao Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Goiás. 

ABAG/RP;
Biosev;
COFCO Internacional;
Ester Agroindustrial ;
Grupo Pedra Agroindustrial;
Grupo São Martinho;
Grupo Tracan;
Ipiranga Agroindustrial;
Orplana – Organização de Associações de Produtores de Cana do Brasil;
Socicana – Associação dos Fornecedores de Cana de Guariba;
Tereos;
Usina Alta Mogiana;
Usina Batatais;
Usina Santa Fé;
Usina Santo Antônio/Grupo Balbo;
Usina São Francisco/Grupo Balbo;
Usina São João.

Com informações da ABAG/RP

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegação você concorda com os usos de cookies.